Um casal é considerado infértil quando, após um ano de relações sexuais frequentes, desprotegidas e bem distribuídas ao longo do ciclo menstrual, não ocorre gestação.

Qual a frequência na população?

É estimado que entre 15 a 20% dos casais necessitarão de ajuda médica para conseguirem engravidar. O homem é exclusivamente responsável pelos casos de infertilidade em 30% das vezes(infertilidade masculina), a mulher em 30% e os dois são mutuamente responsabilizados em 40% dos casos.

Como é feita a avaliação do casal com esse problema?

O casal deve ser abordado juntamente. A infertilidade deve ser vista como sendo de ambos e não somente de uma das partes. Assim, são evitados exames e custos desnecessários. A história pessoal dos dois é avaliada, e são analisadas todas as possíveis causas de infertilidade que podem ser o uso de medicações, cirurgias anteriores, doenças pré-existentes, tipo de trabalho exercido, tratamentos antigos e histórico familiar.

Como é feita a abordagem masculina?

O homem deve ser avaliado quanto ao histórico de vasectomia, cirurgias no abdome ou pelve, tabagismo, etilismo, doenças crônicas, exame físico detalhado e exames laboratoriais. Histórico de tratamentos anteriores como devem ser bem avaliados. Quimioterapia e infertilidade são fortemente associados, bem como radioterapia e infertilidade.

No exame físico deve-se procurar existências dos ductos deferentes (que levam os espermatozoides do testículo à uretra), sinais de cirurgias anteriores e presença de varicocele. A rara agenesia dos ductos deferentes (ausência destes) pode ser diagnosticada nesse momento.

Quais exames são necessários para avaliação do homem infértil?

Inicialmente é solicitado um espermograma, que é um indicador da função reprodutiva masculina; função hormonal; exames gerais como hemograma, glicemia, colesterol, triglicérides e, quando indicado, uma ultrassonografia do escroto.

Qual o tratamento adequado para infertilidade?

O tratamento varia de acordo com a causa da infertilidade. Após a avaliação dos exames laboratoriais é possível descartar motivos hormonais e metabólicos. Vemos as principais alterações hormonais na taxa de testosterona, FSH, LH e estrógeno. Quando existem outros hormônios envolvidos, uma avaliação do endocrinologista pode ser necessária. No caso da varicocele, ela é corrigida cirurgicamente. Quando não existe uma causa definida ou há impossibilidade de correção, a indicação é pelos métodos de fertilização assistida, realizados por um médico especialista (popular “inseminação artificial”).

Assista abaixo a um entrevista do Dr. Danilo sobre infertilidade

Links relacionados:
Espermograma Varicocele

Entre em contato

Enviado!

contato@drdanilogalante.com.br Agendar Consulta Moema - São Paulo