A criptorquidia ocorre quando os testículos apresentam um desvio em sua trajetória natural e não descem para o escroto. Durante a vida fetal, os testículos se desenvolvem no abdome e iniciam seu trajeto de ‘descida’ para a bolsa testicular, finalizando-o até o fim da gestação. Comum em bebês prematuros, esta doença ocorre quando um dos testículos (ou os dois) ficam parados em algum ponto desse trajeto. Caso isso ocorra, a anomalia deve ser corrigida o mais rápido possível, no intuito de preservar a função germinativa (de fertilidade e produção de testosterona) do menino. O tratamento pode se dar através de hormônios ou cirurgia, de nome orquidopexia. A cirurgia é realizada por uma incisão de dois a três centímetros na região inguinal, que permite, na grande maioria dos casos, o reposicionamento correto e definitivo do testículo no escroto, bem como a correção de hérnias associadas. Após o tratamento, o testículo irá se desenvolver normalmente com o passar do tempo. Em caso de dúvida, consulte um especialista.

Entre em contato

Enviado!

contato@drdanilogalante.com.br Agendar Consulta Moema - São Paulo